Pastoral Familiar

quarta-feira, 16 de julho de 2014

A Pastoral Familiar tem como principal objetivo uma adequada e constante evangelização da família para que, educada no amor, ela possa cumprir, entre outros, os seus deveres gerais: a formação de uma comunidade de pessoas; o serviço à vida; a participação no desenvolvimento da sociedade; e a participação na vida e na missão da Igreja (FC 17).

Interessada por toda e qualquer realidade familiar e da Igreja, a Pastoral Familiar é uma pastoral ampla, abrangente e age unida a outras pastorais. Tem, contudo, a sua atuação específica e, por isso, precisa de agentes especializados.

A Pastoral Familiar acompanha a família cristã no seu caminho, no seu desenvolvimento e crescimento. Estrutura-se em três setores e em três campos de atuação: a Pastoral Familiar Pré-Matrimonial, que compreende as fases da preparação remota, próxima e imediata para o Matrimônio; a Pastoral Familiar Pós-Matrimonial, que provê o acompanhamento do casal e da família ao longo de sua caminhada; a Pastoral Familiar para os Casos Especiais, que se ocupa das famílias em situações conflitivas, irregulares e específicas.

Como vemos, a Pastoral Familiar abarca a família na sua situação real, em todos os seus aspectos e se dirige a todos os tipos de família: as regularmente constituídas como também as que se encontram em alguma situação de irregularidade. A todas, quaisquer que sejam a realidade e as circunstâncias em que se encontrem, a Igreja, por meio da Pastoral Familiar, deseja levar palavras e gestos de apoio, acolhida, orientação e conversão, sempre animada e impulsionada pelo espírito missionário do Bom Pastor.

No Evangelho, Jesus deixa bem claro que veio salvar a todos, sem discriminação de ninguém. Esta é a vontade de Deus: “Deus quer que todos os homens se salvem” (1Tm 2,4).